Por Janaína Almeida

A professora de Química Lilian Borges Brasileiro do Colégio Técnico da UFMG (COLTEC) realizou no dia 06/09, com os alunos da turma do segundo ano do curso Técnico em Química, uma atividade dinâmica para que eles pudessem aprender de uma forma diferente e divertida algumas características do equilíbrio químico.

Segundo a professora, a atividade é uma dentre outras que estão sendo utilizadas para trabalhar esse mesmo conteúdo. Os alunos já fizeram alguns experimentos e também uma atividade usando uma simulação computacional.

“O equilíbrio químico é dinâmico, isso nós vimos usando a simulação computacional. Fazendo um experimento em laboratório, percebemos que a questão da reversibilidade de uma reação química é outra característica importante, para que se estabeleça o estado de equilíbrio. A ideia hoje é trabalhar com a possibilidade de termos diversas situações que resultam em equilíbrio”.

Professora Lilian Brasileiro, do Setor de Química do COLTEC

Para a atividade proposta fora de sala de aula, foram utilizados dois recipientes com água e os alunos deveriam usar copos plásticos para transportar o líquido de um recipiente para o outro, e vice-versa, variando a velocidade e o tamanho dos copos utilizados para transferência. A professora Lilian explicou como seria feita a atividade e qual o propósito do experimento.

“O que a gente está fazendo nesta atividade é uma analogia. Obviamente, há limitações, já que são dois recipientes separados e isso não acontece numa reação química. Temos que reforçar que na reação, reagente e produtos não estão em compartimentos separados. Mas aqui não teríamos como fazer diferente. Então a ideia é percebermos que se os alunos transportarem água de um recipiente para outro na mesma velocidade nada vai mudar, as quantidades vão continuar as mesmas. A velocidade é um aspecto importante no equilíbrio químico, porque este só se estabelece quando a reação direta tem a mesma velocidade da reação inversa. Então a ideia é que eles possam chegar a essa conclusão hoje”.

O aluno da turma 202, Gustavo Oliveira Pires, comentou as impressões que teve em relação a dinâmica proposta pela professora:

“Eu acho que para o curso de química é uma atividade muito bacana, muito válida, porque nós ficamos mais em ambiente de sala de aula, em termos teóricos, e também no laboratório que é a parte prática do nosso curso, então uma atividade assim explorando o espaço da escola é muito válida e um espaço de banho de sol que nos remete mais a intervalo, paz, tranquilidade, então acho muito válido, muito importante”.

“Gostei muito da atividade e acredito que todos os colegas gostaram também”.

Lilian também falou sobre a importância de levar os alunos para além do ambiente de sala de aula:

“Sair um pouco de sala de aula é interessante por si só. Eu busco sempre pensar em situações que podemos envolver o aluno de um jeito diferente. Tem aluno que se dá muito bem sentando e escutando o professor, mas tem aluno que gosta de ir para o laboratório fazer experimentos, tem aluno que é mais visual, então, temos uma diversidade grande de formas de aprender e a ideia é envolvê-los um pouco mais para favorecer a aprendizagem”.